Páginas

sábado, 29 de outubro de 2011

.Quase novembro.


"Quase novembro, a ventania de primavera levando para longe os últimos maus espíritos do inverno."
[Caio F.]
.
.
.
Quase novembro e o comércio já tem luzes natalinas, árvores à venda, gente fantasiada de papai Noel. Quase novembro, Rapha... E o ano que vai terminar, para mim, parece que ainda nem começou... De tantas coisas que pensei que iriam acontecer e não aconteceram, de tantas coisas absurdas que vivi que jamais pensei que pudesse...As najas que surgiram, que se desmascararam, você sabe, tudo meio triste, sei lá!

Quase novembro de um ano que tem seu valor, mas que foi estranho pacas!
Quase novembro. O mês lindo dos seres de sargitário, "nas mãos arco e flecha".
Quase novembro do ano em que escrevi pouco por aqui. Não por falta das mansas alegrias ou das dificuldades, comuns, que mereceram muito da minha atenção. Só um recolhimento, do que sinto, assim dentro do peito. O "eu comigo", o silêncio, o espanto!

Quase novembro e os ipês rasgam as calçadas e a paisagem urbana com seu amarelo imaculados e alegres! Os observo. Na serra, devem estar igualmente maravilhosos, cortando os verdes das montanhas.

A vida tá boa. É... Tá sim! Estou quieta,me organizando, construindo a concentração necessária para os próximos passos. Me julgaram, julgaram o meu momento de recolhimento como sendo "infelicidade". Com sorte, quem "sentenciou-me", percebi, sabe muito pouco sobre mim (ao que parece sobre si) e sobre a vida. Tenho tentado uma felicidade mais tranquila e, por isso, mais verdadeira. Não esperar muito das pessoas ajuda. Aprendi isso nesse ano, na prática. Não foi muito bom mas tá valendo. Sempre vale!

Quase novembro das muitas coisas à dizer e das alegrias.
Quase novembro do muito à viver e do seguir em frente!
Quase novembro do muito amor de sempre, pulsando no peito.
Tenho andado com Fé e o Gil me fez acreditar que "a fé não costuma faiá"!!!
NÃO FALHARÁ!

Beijos da mais bonita saudade!
.Love, Li.

2 comentários:

Marina Alves disse...

E que a vida te dê muitos momentos para celebrar,para brindar,para gargalhar.Não só em novembro,mas em dezembro,janeiro,fevereiro,...

Aline Lima disse...

Muitos!!! É aí que mora a generosidade da Natureza que nos proporciona ciclos de vida! ;D

Bj Marina!!!