Páginas

quinta-feira, 17 de março de 2011

."O mundo tá muito gripado".


"Sou uma pessoa interessada pelo o mundo."

[Clarice Lispector]
.
.
.
Façam-se minhas as palavras de Lispector, já!

O mundo é meu grande interesse, as pessoas então, nem me falem! Adoro conhecer pessoas, me deixar cativar, não ter nenhuma idéia sobre o que pensam e o que são. O outro "estranho" é uma coisa fascinante. É bonito encontrar. Nem que "encontrar" seja por instantes apenas, encontrar é uma palavra linda! Adoro esses encontros repentinos do tipo filas de banco, cinema ou supermercado, encontrar pessoas na mesa ao lado, na padaria, na praia etc, pelos mais diversos motivos, onde conversamos por instantes e nunca mais voltamos a encontrar, aquela pessoa. Ah, também é bonito né?

Encontrar pessoas que se tornam presença para sempre é valioso. Tenho um punhado de encontros dos quais nunca mais me desfiz. Criamos laços, como disse o Principezinho do Exupéry.

Gosto tanto dos afetos que minha pesquisa acadêmica é sobre as "teias" afetivas que podem modificar realidades inteiras. Sou apaixonada pelos bons sentimentos. Às vezes penso que Deus é/estar nessas sensações boas que sentimos e que nos revigora: Os bons sentimentos. Aí quando penso assim é fácil ter fé em tudo: em Deus, na vida, na humanidade.

Mas é verdade que me incomodam as pessoas que não entendem quase nada de afeto. Essas que não gostam de se deixar afetar. As mesmas que, reféns do seu próprio ego, são desagradáveis gratuitamente.Tento justificar pensando que elas ainda não descobriram que se deixar afetar é um tesouro que (quase) não dói. Lamento por aqueles que não compreendem que me deixo afetar sem querer nada em troca. A porta está sempre aberta aqui, para quem quiser chegar e, para deixar ir, quem quiser partir. Nunca peço que ninguém fique. Nunca!!! Quem se deixou me conhecer sabe. Prezo a liberdade, por que entendo que a liberdade que compartilhamos é a mesma coisa de amar.

O post de hoje pode estar um pouquinho confuso para vocês. Me desculpem! Mas hoje me dei o direito de escrever da forma como me veio à mente o que estou sentindo. Desejo que vocês se permitam afetar e serem afetados pelos encontros. Por que isso é viver! E a oportunidade de viver é incrível!!!

Um brinde aos bons encontros!
Um brinde aos não tão bons encontros. Entendamos, o mundo tá mesmo "muito gripado"!

Beijo pra quem é de beijo.
Abraço pra quem é de abraço.
.aline.

Um comentário:

Anônimo disse...

Adorei isso Aline. Conseguiu me afetar. Beijos. Simone.