Páginas

sexta-feira, 30 de julho de 2010

."O mesmo pé da estrada de cada um".



Cá estou sem pressa, mas com aquela incrível voracidade de respirar a vida. E, inspirando-a guardá-la aqui no coração, como se eu a tivesse em um abraço apertado contra o peito, e viver mais ainda depois disso, rss. Nesse trilhar de perguntas maiores sobre o que me vale para sempre mais e na busca das "palavras do coração". Essas mais sinceras e mais simples também, essas mais verdadeiras que vez em quando, ficam somente no pensamento porque de tão sinceras chegam a nos meter medo. Sei lá, tudo é tão rápido, a humanidade meio que mecanizou os sentimentos e isso é tão ruim... Enlatados de amor? Caixinhas de alegria? Pacotes plásticos de uma sinceridade com muito sódio?! Não servem! Coisas assim, não alimentam a minha fome e nem a sua! Nosso reino é de paz e muito amor.

Me dá a tua mão?

4 comentários:

Evelyn Ceinwyn . disse...

E desejo a ti cada vez mais paz e mais amor. Porque nunca faz mal.

Um beijo.

Ana Valeska Maia disse...

Sabe Aline, há cerca de um ano vi o vídeo da Bruna Karan "palavras do coração" e pensei: "ela é tão linda, tem uma energia tão legal, me lembra a Aline". E agora vejo você falando dessas palavras e incluindo o vídeo da música no blog. Sim, eu te dou a minha mão, meu abraço, meu carinho. Estou com você.
Palavras que jorram do coração!

FatoSempalavras. disse...

Mesmo sem termos pressa, a necessidade de conhecermos o novo ao mesmo tempo que nos assusta, nos causa curiosidade. A humanidade ignorou os sentimentos. Hj, se um homem chora por não ter alguém (como eu faço e não tenho vergonha de admitir).... Amaremos menos e sofreremos mais....é assim que tem quer! =)


aaah, tem que ser pra certas pessoas,ñ pra pessoas cm vc eu, e as que vêm aqui lher-te.


Adorei.Estou seguindo o seu blog.

Forte abraços.

Carlo Lagos.

Aline Lima disse...

ÔôÔ pessoal! é muito bom compartilhar palavras boas com vocês! beijos!!!