Páginas

sábado, 10 de abril de 2010

.O caos gerando estrela.


[imagem: postal de fernanda meireles]


"A cidade lá fora, com gentes falando sempre alto demais, sem parar, entrando e saindo de lugares, bebendo, comendo coisas, pagando contas, dançando alucinadas, querendo ser felizes antes da segunda-feira: Urgente".
[Caio F.]
. . .
Bela amiga querida,

Tive uma tarde tão adorável com os melhores amigos de todas as galáxias: Os meus! Aí lembrei de todos os outros que estão cuidando de suas histórias há centenas de milhas de mim. Senti saudades, lembrei um monte de você... Das conversas regadas a café e sonhos. Muitos sonhos e aquele medo incrível de nos perdermos de nós mesmas. Uma expectativa diante daquilo que imaginávamos que seria a VIDA e, entre uma xícara e outra de café, ríamos ao perceber (e lembrar o Lennon) que a VIDA é sempre AGORA. Nós crescemos! Sempre me pego pensando nisso. Sempre!

Pois é. Sábado e eu em casa. É assim mesmo! Continuo sem gostar de sábados, rss. Numa fase mais "caseira", mas "eu comigo", pensando, planejando o futuro bom que quero para mim AGORA. Não tenho me sentido só. Tenho me sentido recolhida. No feriado da páscoa, fui passar uns dias na praia - estava precisando de silêncio,sol, sal e céu. Foi bom pra minha cabeça, Bela... Os dias passam muito rápido, você bem sabe, e podem "engolir" a gente, levar a cor das coisas... Lendo o Caio F., vi essa citação perfeita-como-uma-luva para mim. Sem saco para a "cidade lá fora"! Como descobriu a artista Fernanda Meireles (aqui de Fortaleza): há "cidades internas"! E é sobre essas cidades que lanço o meu olhar, mesmo sem entender quase nada, rss. São nessas cidades que estamos verdadeiramente e me lanço em pleno vôo sobre os prédios-avenidas-ruas-becos-pessoas-olhares.

Na vitrola-bossa "Mensagem de Amor", do Caetano (e de mais alguém que não lembro o nome, rss) dizendo :"os livros na estante já não tem mais tanta importância/do muito que eu li, do pouco que eu sei nada me resta(...) vagando entre os astros/ nada me move, nem me faz parar"... Bonito isso né Bela! O Caetano, quando quer, produz novamente coisas lindas, dessas que aquecem os instantes.

Amiga eu sei lá!!! Tudo é muito confuso... Putz! Tudo muito tranqüilo também...Graças! E, penso em Nietzsche nas andanças de Zaratustra, sua sabedoria no momento exato em que escreveu que "é preciso ter ainda caos dentro de si, para poder dar à luz uma estrela dançante. Eu vos digo: há ainda caos dentro de vós". E esse caos é, também, inspirador! Pode ser produtivo. É para isso que direciono minha força! Há uma estrela bailarina no meu coração, pulsante, inteiramente viva e a espera de todas as coisas boas que eu mereço, como todas as pessoas.

E é assim, com essa Luz dentro do meu coração, - que aos poucos começa a clarear os sentimentos - que vou ficando por aqui, te mandando pensamentos de paz e de muito amor!!! Se cuida muito. Não deixa ninguém estragar a tua essência. Sigamos em frente! Por aqui começa a chover. Está uma noite incrível na cidade "lá fora" e na cidade interna. Tudo muito digno! Ah, já sabe né? Seguem imagens e mais "carta" por e-mail.

Saudade incrível! Te quero muito bem e sou grata pela amizade.
Abração,

Li.

4 comentários:

Ana Valeska Maia disse...

Lindo Aline!
Estrela bailarina.

Aline Lima disse...

ôÔôÔ minha querida amiga... Bjo!

Mario Gioto disse...

Aline querida pelas palavras..
que bom encontrar seu blog ^^

Ficarei com o encantamento da palavra alumbramento, pois tem um grande peso para mim..

Que seja bom!

Abracos, Mario

Aline Lima disse...

Mario: Que bom que vc gostou da minhas palavras. carregadas de alegrias ou de outros sentimentos menos nobres, todas constituem meu alumbramento pelo o "meio do mundo". =)