Páginas

quinta-feira, 23 de julho de 2009

.Pela doçura do verbo viver.


[imagem: deviantart]

"Nada no bolso ou nas mãos, um dia ela resolveu sair em busca do País das Fadas. E saiu".
[Caio Fernando Abreu]
.
.
.
Um país de fadas na palma das tuas mãos. Trilhando tuas sortes escritas em linhas que surgem e levam à todas as direções. Não necessáriamente fadas azuis ou florestas encantadas perfeitas demais, como nos contos, mas um país real, possível, somente na palma das tuas mãos onde se escondem os segredos e os caminhos da tua vida. Calor mágico. Complexidade por entre dedos, pele, poros, tato, toque. Um país de fadas inteiro na palma das tuas mãos, com céu azul e mil estrelas que mudam de lugar, até a gente cansar de fazer pedidos que se realizam assim: num passe de mágica. Nessas linhas-estradas desse país de fadas, que tuas mãos escondem, os desastres não existem, nem a dor, nem a tristeza. Só tempo bom de ser feliz. De fazer feliz.

Irremediavelmente andarilha, ela saiu em busca desse lugar.
Ela acredita em fadas e em países que existem nas palmas de mãos.
Irremediavelmente ela busca o não-visível. Onde cabem coisas grandiosas como fadas que correm livres por linhas que escondem a sorte de felicidade, nas palma das mãos, dos que possuem um brilho secreto no olhar.

Para meus bonitos: Rafa, Caio e Leo.

--
Dá o play no som do meu coração!

4 comentários:

Mônica. disse...

Texto lindo e pessoas encantadas nos caminhos. :)

Anônimo disse...

lindo minha bela! lindo... lindo... lindo... LINDA, minha bela.
Rafa(el.)

R.Vinicius disse...

Oi.

"- Fico imaginando "Como compõe os escritores?" E ainda me passa pela cabeça como conjugam o verbo viver, afinal não é de hoje que o pulsar da vida pulsa demasiadamente pesado."

Abraço,
R.Vinicius

Aline Lima disse...

Mônicat: pessoas encantadas, um monte delas nos meus caminhos. aí eu sempre penso: "que super bom"! =)

Rafa: você que é lindo, meu belo endarilho desbravador dos Sete Mares!

Vinícius: cojugar o verbo viver é coisa muito pessoal-secreta-de-cada-um. cara ser humano conjuga em um tempo diferente: o tempo que pulsa melhor o coração-memória-consciência... eu vejo assim, e vc?

Beijos em todos!
.li.