Páginas

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Ravi chegou.

[imagem: google]

Dé,

Hoje eu assim, comecei a lembrar das tuas 'marmotas' todas. Lembrei de vc me olhando, sorrindo esse teu sorriso único, e cantarolando: "easy! fique bem easy". Lembrei das super caretas que fazíamos ao cantar coisas como "Lígia", ou "Luiza" ou "O Meu Amor" - Chico meu preferido, logo, se tornou o teu tbm. Dé nosso encontro nesse planeta, de fato, é musical, rss. E fico te imagiando por aí com tuas músicas colorindo teus dias longos de trabalho. E sinto saudade, porque ando saudosa de tudo e de todos. Uma vontade assim de ter grana o suficiente pra ir visitar a todos por aí, levando presentes, abraços, cafunés, colo, ombro, sorrisos e aquele café com gosto de 'feito em meia suja' que faço como ninguém mais no mundo (rss)! Uma vontade assim de viajar por aí para vê-los... Realizar os nossos planos de cruzar o Saara, fazer aquela trilha fantástica em Machu Pichu, ir ao Congo, interior da Itália ou aquela nossa super viagem pela Índia e depois pro Tibet (lá ficaríamos alguns meses com os monges contemplando as montanhas, hehehe).

Dé, contigo vejo que aprendi também a viajar pelo pensamento. Esse 'tele-transporte' fabuloso que você usa tão bem. E eu amava te ver cheio de devaneios por aqueles corredores de concreto que não te limitavam jamais. Nunca nada te limita e eu te admiro tanto por isso.

Vi as fotos do teu pequenininho. E, amei. O achei perfeito e muito mais que lindo! Tem cara de inteligente mesmo e os olhinhos dele Dé!!!??? E o sorriso?! Dé tu sabe como adoro crianças. São os seres humanos com quem lido melhor. E mais: eles descobrem o mundo o tempo inteiro e sabem ser felizes tão simplesmente. Não deveríamos esquecer as crianças que fomos, nessa essência de singeleza que possuímos nesse pedacinho de vida.

Ainda bem que você já sabe que serei eu a 'tia' do Ravi que vai 'estragar' o moleque. Pois é. Quando os encontrar farei todas as farras e gostos, e aviso: vou levar o pequenininho pra se sujar de lama e de tinta, pra correr por ali pela serra com pés no chão, pra tirar fruta do pé, e vou morder muito aquelas bochechas perfeitinhas, rss. Caaaara tu tens um filho! Incrível isso. É a tua forma de ser eterno aqui na terra. E essa idéia de continuidade é tão bonita...

Quanto ao teu medo eu te digo: seja amigo do teu pequenininho, esteja presente, mostre para ele que você se importa e sempre diga-lhe o quanto é grande seu amor. Tudo isso sem encobrir possíveis erros, e sem deixar de ser firme quando houver necessidade. Eu penso que fazendo isso, você será um pai inesquecível. Dé, naturalmente você é inesquecível. Não vai falhar como pai não... 

Achei Ravi parecido com você, mas os olhos são da mãe. Aceite (hehehehe)! Aliás manda mil abraços pra Helena. Diga-lhe que 18h de trabalho de parto a fez um ídolo pra mim, rss. Mas um dia ela me falou que sentia que parir era a missão mais importante da existência dela. Então 'beibe', taí Ravi lindíssimo após 9 meses e 18h de trabalho de parto. Aposto que as dores são nada quando essa pessoa vinda de vocês olha para ela. Saudades das 'conversas de mulher' que tínhamos, rss.

Dé, escutando  agora "Joana Francesa", rindo e lembrando do nosso francês fracassado. Valei-me! Mas você tocava bem, admito! Ô meu querido, desejando assim que você consiga com êxito o que tem buscado. Feliz por você ter sossegado na Helena. Vida longa pra esse sentimento que resultou em mais um coração chamado Ravi (do sânscrito, sol). Muito linda a família que vocês construiram juntos. Juntos Dé. Não esquece. Sei que você é ótimo, é uma pessoa tão bonita. E a noite passou. Ravi chega anunciando isso. Sei que vocês sabem.

E eu fico assim feliz da vida, por vocês. Estou selecionando umas músicas para Ravi ouvir. Vou mandar umas de ninar, mas vou mandar umas belíssimas instrumentais, com harpas e tudo! Siiiiim(!), querendo aprender a tocar harpa. Estive pesquisando, por aqui não tem nenhuma. Nenhuma clássica. E, pra encomendar demora 3 anos pra fazer(pasma!) e tá em torno de uns R$30 mil (o modelo perfeito que quero, eiiita! como você diria "sonha tonha", hehehe). Pois é 'beibe'. Mas o Marcão disse que me construia uma "muito digna". Amigo artista e amigo lutier é TUDO! Estava vendo umas fotos hoje, no grupo de flautas. Ê tempo bom... Afeee, tempo muito bom. Um tempo relax total...

Então, tanta coisa pra falar (continuação por e-mail). E ainda não tinha feito post-carta pra tu (cara de tatu). E, diante do seu incrível ciúme por conta disso, seguem essas palavras de amor para você: meu 'bichinho marmota', agora paizão do Ravi o pequenininho lindo e todo ariano do ano (ninguém segura esse Ravi com sol em áries!). Vamos mandar fazer logo o mapa-astral dele Dé!!!

Querido, desejando que seu pequenininho tenha sempre saúde e seja um ser humano feliz, de valores. Que ele saiba fazer uma vida belíssima, porque belíssima já é a nossa com a presença-presente dele. Muito doida pra segurá-lo no colo e cheirar aquela cabecinha linda de cabeleira negra, olhá-lo nos olhinhos onde tudo é novo. Ah! Comprei dois carros pra ele, hehehe. Um carro pra esses primeiros momentos tipo uma almofadinha, e um outro pra ele desmontar, de uma artesã fantástica que encontrei dia desses. Desse segundo tu vais gostar mais. Por favor, seu maluco, não estrague o brinquedo do pequenininho, rss. Para  Helena mando abraços. E miiiiiiil sorrisos. Diga-lhe que desejo paciência porque agora ela tem que cuidar de dois homens, rss. Ela consegue, bem sei. Pra ti pessoa especial, espacial, lunática, amável, amigo, executivo, artista, bichinho marmota muito mais que lindo (uuufa!), mando meu profundo sentimento de  amor e felicidade por tudo o que você é e se tornou. Lhe guardo em orações e bons  pensamentos.

Se cuida.
Cuida dela.
Cuida dele.

Com amor maior do mundo e sentindo a luz de Ravi em suas vidas (nas nossas), mando meu afago, meu afeto, meu abraço-laço. (música feliz para os dias felizes com a chegada do nosso Sol pequenininho).

Li.

--
Dá um play no som do meu coração!

4 comentários:

Clarinhaaa disse...

Nossa... me deu uma ontade de ser amiga tbm!!
eheheeh

beijosss

Mônica. disse...

eita que carta mais que bonita!
Muitos 'vivas' pro Ravi, iluminado! :)

Anônimo disse...

Li, saudades imenesas da tua preseça. Dia desses lembrei de vc, esses teus cabelos negros fininhos o teu sorriso largo e vc catarolando, por aqueles corredores de concreto que NÃO conseguiam te stressar: "baby te amo, nem sei se te amo... pérola negra te amo te amo". Amiga querida muito. Helena manda abraços dizendo que os papos de mulher (quando te encontrar) vão bombar! (ai de mim).

Ravi é lindo demais (puxou ao pai, rss). no e-mail te mando maiores detalhes (imprimi isso aqui pq é a carta mais linda msm. massa msm.

Muita força em tudo. Continua sendo essa pessoas que vc é e se tornou. Esse coração grande que acolhe a gente. Nós te amamos!

mil 'acôchos' (com cócegas, pq sei que vc mooooorre de cócegas - e fica quase desmaiando de rir!). Se cuida!!!

Dé, Helena e Ravi (seu sobrinho que já te ama).

p.s.: que disse que tava com ciúmes? quer dizer a pessoa nem pode mais EXIGIR uma carta pra outra não é? hehehehhe ;P

Aline Lima disse...

Clarinha: mamãe me falava na infância que a gente faz amigos sendo amigo. Então... =)

Monicat: bonito são teus posts.

Bichinho marmota: amo-os!