Páginas

segunda-feira, 4 de maio de 2009

.Abre-te sésamo!.


[imagem: Jenipho]

Bela minha cara,

Tu gostou tanto da carta de nº 1, que segue essa, dois meses depois assim cheia de mim e do meu carinho por ti. 
Minha amiga tu sabes de tudo, dos meus olhos que choveram tanto, que ainda chovem de saudade do meu pai. Sim Bela, eu sinto tanto tanto... Mas é assim: um manso sentir de uma feroz saudade. Tenho buscado a paciência de viver meus momentos todos. E me sinto tão pequenininha diante da vida que é tão inevitável e grande e incompreensível.  Pensando assim que ser feliz é mesmo a coisa mais importante de nossas vidas. E eu tenho buscado essa felicidade desde que nasci, desde. E, tem me aparecido, nas madrugadas insones, um medo super besta de não conseguir ser feliz do tanto que busco. Isa tu sabes que quero tantas coisas, tantas... Mas são muitas porque nunca penso em tê-las só para mim... porque dividir é tão bom. Compartilhar. Eu sou assim se for sem dividir não vale. Já basta o 'ser sozinho' que somos dentro da gente.

Tenho ido, quando dá, ver o mar à tardinha. Isso me faz bem, o vento, o horizonte e eu (aparentemente) sozinha. Por que não tenho me sentido sozinha Isa, acredita?  Acho que o Deus tem mesmo anjos lindos que nos guardam. E esses anjos cuidam muito da gente, você deve ter um lindo também, o meu sempre aparece na janela (sob a mandala), imaculado. Ele sorri para mim e me traz pensamentos lindos que me fazem acreditar na vida - que é inevitável -. E esse acreditar tem me empurrado para frente. 

Outro dia eu pedi para o anjo que abrisse as portas todas para mim. Principalmente as do meu coração que estavam travadas, trancadas, emperradas e enferrujadas. E, ele voôu Isa, sem me fazer pensar em nada bom. Mas, no sonho, tive um encontro muito interessante com outro ser (talvez outro anjo)  em uma sala marron que tinha apenas uma janela com cortinas envelhecidas, esse outro anjo me olhava e dizia rindo  "abre-te sésamo" e a cortina abria, assim, deixando a luz entrar. O sol, eu sentia o calor nas minhas mãos, dentro do meu coração e a luz não ofuscava, era lindo lá do outro lado e, quando ia saltar a janela - já sobre ela - eu percebia que sala marron estava amarela (a cor mais alegre do mundo!), a de nome mais lindo também, por que amar-elos são os maiores presentes dessa vida, os que possuem mais cor.

É essa a cor da minha saudade. É essa a cor - amar-elo - que quero. E daqui pra frente dedicar mais tempo para amar aqueles que já amo (ainda mais, bem muitão), tempo para amar essas pessoas que nos aparecem, de surpresa, pela vida (essas pessoas tem muito a nos dizer, a compartilhar conosco) , tempo para fazer coisas boas para o semelhante, para o planeta, para mim mesma. 

Quanto ao anjo da minha janela, sei que ele voôu daquele jeito para ir buscar, lá depois do azul do céu (onde quer que seja esse depois), esse sonho lindo que te contei, que foi um presente, um afago. Isa os anjos existem. Eu os vejo. E eles curtem histórias (rss), e curtem muito os nossos sorrisos e se importam se choramos e nos dizem que vai ficar tudo bem (sempre). Eles nos tratam como as crianças que somos diante do Universo. Crianças ávidas por respostas, realizações e afeto. Eles acham isso lindo porque um dia foram como nós!

Aí depois desse sonho bom, eu fico assim sorrindo para cada porta que se abre. Nem que abra só um pouquinho. Por que porta aberta é passagem para o novo. E, tenho seguido assim, buscando não olhar para trás. Eu quero o 'daqui pra frente', cheio de coisas boas e essas lágrimas estão se aquietando. Quero me perceber feliz novamente, essa fase toda sendo passado e disso tudo ficar só o que aprendi (que não foi pouca coisa). Me quebrei em mil pedaços, ainda juntando os cacos, mas achando super válido tudo. Por que não sou de fugir das coisas, por que é na dor que a gente se transmuta, se lapida e percebemos a nossa fortaleza interior. Mil pedaços ultra fortes em busca de felicidade - isso sou eu me reconstruindo. Sim isso é possível, observe o mar - todo feito de gotas, e tantas outras coisas. Isa é possível e eu vivêncio isso hoje.

Então...

Vou ficar bem  sim, a gente sempre se consola e a vida segue (em frente!). Apenas sinto que mudei. Mudei assim para um lugar melhor dentro de mim. E, nesse lugar, estão todos vocês que me são caros, todas as minhas saudades e sentimentos, todas as memórias, todos os pensamentos, todos os sentidos, todas as canções, luas, sóis, flores, água, fogo, terra e ar. Toda a vontade de encontrar alguém  que fale "abre-te sésamo" e, depois de tanto tempo, o  meu coração - finalmente - abrir-se  em flor, fruto, raiz, amar-elo e real.

A gente consegue Isa(bela). Acreditemos.
Com o amor maior do mundo, te mando um monte de beijos!
.Li.

--
Dá um play no som do meu coração!

11 comentários:

Ana Valeska disse...

Oi Aline, você é um ser muito iluminado. Linda tua carta, penso em você todos os dias. Quarta levo teu livro. Atende o celular.
Bj.

Anônimo disse...

=´) amiga, super vontade de te dá um abraço, nesse teu momento. sei o quanto de fortaleza existe em teu coração. eu sei. quem convive e te ama sabe. e eu em sinto super feliz em ser sua amiga. os melhores pensamentos e sentimentos pra ti. e, acredito sim nos anjos, embora não os veja, tem uma anjinha que me escreve coisas lindas (que me emocionam) vez em quando. =)

com amor maior do mundo te abraço!
Isa.

Aline Lima disse...

queridas!!! =**

Luana Ferraz disse...

Linda carta... beijos

glória disse...

aline, essa carta é um fagoe entre linhas. Gostei de Compartilhar teu achados e percursos cotidianos.bjs

Renatta disse...

Lindo!

Aline Lima disse...

Caras!!!abraço-as .

Mônica. disse...

As cartas mais bonitas. :)

Fulvio Ribeiro disse...

Oi Aline,prefiro não fazer nenhum comentario,pois entendo que beleza de tuas palavras,não me permite
tal ousadia.
Abraço.

Aline Lima disse...

Fulvio, vc sempre gentil! =P
Monicat, a gente tenta, heheh.

Clarinhaaa disse...

Gostei mto daqui!!!
já sou sua seguidora...
e faz parte da minha listinha..

ééé...
posso comentar no próximo?! rs

beijos
e venha conhecer meu cantinho..
=)