Páginas

quarta-feira, 29 de abril de 2009

.O mar.


[imagem: deviantart]

Eu o miro, assim, lá longe no horizonte: sem-fim-de-água-céu. Fico horas contemplando a força das águas, as nuvens refletidas. Imaginando toda a 'falsa' paz submarina, as formas onde a luz não chega, imaginando o primeiro movimento, o número 1, que desencadeou esse ir-e-vir eterno. Gosto de pensar em como é o reino de madre-pérola, de dona Iemanjá, as baleias, as estrelas do mar...

E o tempo escorre... Nesse olhar agudo, silente.

A imaginação vai longe! Vai distante de mim, por que se torna somente o mar (e o mar é grande). O azul. Delicada fortaleza. Grande senhor. Bailarino. Sal e água, quase lágrima. Sol.  O mar me comove. Me instiga a querer saber o que virá além, em como vivem aqueles que não vêem a luz lá longe, profundidade em tudo.

Tenho gostado de me ver junto ao mar, de tardinha. Assim, aparentemente, sozinha, calada, vento nos cabelos, cabelos sobre os olhos, olhos sobre o mar, mar sobre todo o sentir. Acalmando as horas, renovando os pensamentos, tranqüilizando a saudade de você que vôou, trazendo um sossego manso que chega com o vento, que vai com o sol assim, iluminar, a outros.

A natureza ensinou a olhar para vida. Com olhos de ver e sentir. E, esse senhor que nunca para, que se permite mudar quando é lua cheia, que arrebenta na praia, mas, depois retorna sempre ao que é (inteiro), que é só encantamento e delícias, tem se mantido próximo. O mar é como A-mar. Ambos infinitos tão queridos. Pulsando vital cá dentro do peito.

O mar existe e é real.
É uma coisa assim que sinto quando, cansada e humana, me asento junto dele e, vagarinho ele leva para suas águas mais profundas o que pesa e dói.

O mar é generoso.
E é assim que me sinto melhor.
"O mar quando quebra na praia, é bonito, é bonito".

--
Dá um play no som do meu coração!

6 comentários:

Mônica. disse...

Essa imensidão azul sem começo nem fim que vai até onde a vista alcança tem o som mais bonito que eu conheço.

"Debaixo d'água tudo era mais bonito
Mais azul, mais colorido
Só faltava respirar
Mas tinha que respirar

Debaixo d'água se formando como um feto
Sereno, confortável, amado, completo
Sem chão, sem teto, sem contato com o ar
Mas tinha que respirar
Todo dia
Todo dia, todo dia"

marinamarela. disse...

o mar. o céu. as coisas mais lindas, que se fundem, num só.

o céu é o meu refúgio.
e o mar, originou meu nome. :)


amo. aqui!

;*

Danieli disse...

Lindo!
Imensidão azul,
paz em tons celeste,

tranquilidade em forma de sons inaudíveis...!

O mar!

glória disse...

o mar está "quebrando" para além do praia, refluindo para o asfalto, as calçadas e fazendo brincar de molhar quem passa. Esse teu olhar que vagueia, vai até o fundo, onde a luz não alcança trouxe imagens belas. lindo texto, bjs

Vincent disse...

Très belles photos !!!
Voir photrom.fr
Laisser un commentaire

Anônimo disse...

www.miraclesofthequran.com

hi there

its worth knowing.