Páginas

terça-feira, 31 de março de 2009

"No devagar depressa dos tempos".


[imagem:Porcelanita]

Rafael (minha neblina),

As cartas estão indo assim, no blog. Porque as melhores coisas que escrevo são essas que vão para vocês, pessoas muito caras, muito raras. Meus amores mais lindos, meus bichinhos cheios de manha, rss.

Então, saudades muitas (sempre). Essa minha natureza de querer voltar, às vezes, para ter tantas pessoas próximas tem se modificado pela vontade de avançar os dias, as horas para o reencontro. Reencontros são tão bonitos. Sempre penso no abraço que tenho guardado para ti, no abraço que tens para mim. Nas conversas me perdendo nesses teus olhos tão verdes, tão profundos, tão incríveis! Eu sentada ao chão te fazendo cafuné, enquanto tuas mãos acompanham tuas histórias fazendo tudo ficar maior, rss!

Então:

Soube das coisas todas antes das tuas palavras chegarem, a Lana contou. Lamentei tanto Rafa, tanto... Mas o Guimarães Rosa (que tanto me toca) diz uma coisa sobre isso que considero muito válida: "O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem"! E aí eu te digo, meu querido, coragem!!! Eu sei que você consegue. Eu sei (com o coração).

Domingo, arrumando as gavetas, encontrei uma foto nossa na cachoeira, naquele bendito dia em você me fez o bracelete, (o bracelete que não sai do pulso nevermore, rss) . Que dia lindo! Fiquei lembrando as tuas histórias fabulosas, teus devaneios (tão parecidos com os meus), dos teus desenhos nos meus cadernos que me surpreendiam, quando - de surpresa - os encontrava entre as folhas em branco. Lembrei de quando você decidiu procurar dias melhores por aí. Decidiu e foi-se. Assim como você veio: de repente! Coisa mais linda do meu mundo. Tua determinação é algo incrível.

Tenho ouvido muito o Clube da Esquina. Ê saudade desse teu violão que só tocava coisa linda. "Nem lembra se olhou pra trás ao primeiro passo, aço, aço, aço", nossa música preferida naquelas eternas noites frias, madrugada à dentro fazendo quatrocentos mil projetos de felicidade. "Os sonhos não envelhecem", e continuamos na nossa incessante busca por tudo. A saudade é tamanha... De tudo, do que éramos (...), mas te falo, também, que estamos melhores como pessoas, por que crescemos (em tantas coisas)... 

Ah! Amei a música, lindíssimos piano e harpa! Você sabe como as instrumentais são as que mais me tocam, por não guardarem palavras, só sentimento (o de quem ouve)... Enfim... Siiim, tenho cozinhado pouco. Sem tempo mas ainda esperando um dia para provar as massas todas que você jura que aprendeu. Já sei que vou gostar (mesmo se forem ruins, rss).

Fiquei felicíssima ao saber que a tua escolha acadêmica tem te feito feliz. Isso é tão importante Rafinha... Vai garantir teu sucesso, um sucesso de sossego e um certo prazer. Recebi sim a flôr. Tá guardada agora, na agenda, marcando o dia. Marcando docemente os dias (os meus). Flôr mais linda ainda não recebi. Você continua sendo minha noite com sol. Vai ser sempre.

Aquela serra nunca mais foi a mesma depois que você saiu, sempre te falo isso mas é verdade. Tem aparecido disco voadores frequentemente sabia? Pasma, rss! Meeeedo de abdução, hahaha. Você, aposto, ia querer ser abduzido e nunca mais voltar, ficar curtindo uma 'nice' por galáxias sem fim. Eu sei. Sei, também, que o mundo sempre te embaralhou a cabeça. Nisso somos iguais! Isso nos uniu.

Aqui apareceram sim pessoas. Não ficaram por muito tempo. Você sabe que jamais peço para ninguém ficar. Porque liberdade é coisa muito fina. E, não ficaram Rafa. Alguém como você não há, eu sei. Mas alguém novo, que fique, vem aparecer e ficar! Mesmo sem eu pedir... Sei lá, acho que não ficaram por que (talvez) não quisesse isso, eu. Não sei não sei. Ando sem paciência para muitas coisas e a primeira delas são as pessoas com coisas pequenas. Sem saco 'beibe'. Uma hora o copo transborda, por que não sou de ferro, muito embora fosse uma ótima ter um "frio ferro" no lugar do coração, nesse instante. Analisar as coisas friamente. Então(...), não se assuste que não ando podando botões de rosa, nem tomando doce de criança, rss. Apenas mantendo minha fama de 'menina má', rss!

No e-mail vou te mandar mais coisas. Coisas que nem dão no telefone já que odeio telefone! Só é bom pq sua voz linda dizendo "fulôooo!" é algo que alegra o dia, rss. Então 'minha neblina', fica na paz que você conseguir encontrar por aí. Cá estou eu, na busca do meu sossego. A gente encontra! A gente se encontra. Acredito também muito em você.  Por aqui sempre pensando tudo de bom pra ti, que merece muito. Não deixa que ninguém te magoe, ninguém Rafa. Ninguém!

"I love you and now I see, this is the way it should be". Lembra sempre disso. Se concentra em você, no seu querer e segue (em frente!). Ergue esses olhos verdes-de-mar. Vou ficando por aqui. No peito, só sentimento bom e pensando assim que afeto é exatamente isso: um lugar de sossego.

Os anjos te guardam.
Eu te guardo.
Em um lugar bonito do meu coração 'pequeno'.
Minha neblina muito mais que encantada.

Com o agudo amor do sempre!
.'fulôooo'.
--
Dá um play no som do meu coração!

7 comentários:

Renatta disse...

Que lindoo! Como sempre...Maria Feliz arrasa. =D

Mônica. disse...

Uma vida inteira de saudades (é o que senti hoje)!
Ow carta bonita! =)

Rafael disse...

minha fulô! vai no e-mail a resposta a essa carta (segredos de liquidificador, rss). saudade de tudo também (de tudo). aline vc é a melhor! sempre a melhor. não esquece disso e, não deixe que ninguém te magoe tbm. se cuida.

beijo grande!
Rafa

p.s.: leia atentamente o e-mail. ;)

Rafa disse...

+ uma coisa:
a saudade é grande tbm. vê se responde aos e-mails.

Aline Lima disse...

Renatta: vc que arrasa (sempre!)

Môicat: tem mesmo esses dias de saudade. cartas são sempre bonitas quando o sentimento de quem escreve assim o é.

Minha neblina: aguardando os segredos de liquidificador, rss.

Ana Valeska disse...

Que linda carta Aline. Fiquei muito tocada...
bj grande.

Aline Lima disse...

Ana, um beijo meu amor.