Páginas

terça-feira, 17 de março de 2009

"Ergue os olhos e vê"


[imagem: ChemicaIX]

Quando a condição de ser humana está demasiada.
Quando só sentimos o dorido, o frio, o medo de ser humano.
Quando fechamos os olhos e tentamos transportar montanhas e, sabemos que elas são infinitamente maiores que nós e que não cabem em nossas costas, por mais largas que sejam.
Quando nem mesmo chorar resolve por que a aflição é tamanha e, de tão grande te engole.
Quando você percebe o real tamanho de si em relação à vida, tão ampla em tudo.

Exatamente nesse quando.
Exatamente no instante exato desse quando.
É quando me sinto mais feliz por acreditar na Força do Universo. Essa Força de criação, renovação, superação e de amor puro.

Em meio às aflições quando ergo os olhos, é para dentro do coração que olho. É lá, no quarto escuro (de mistério), que essa Luz brilha. E tudo parece menor... Talvez porque não me sinto tão só pelo tempo.

Prece e silêncio.

4 comentários:

Tainá Facó disse...

Por isso que eu gosto tanto de você, Aline. PORQUE você, sim, sabe ver as coisas lindas que a vida tem. Sabe disfrutar, querer, amar! Cada dia me certifico da pessoa maravilhosa que você é. E a cada instante, minha admiração só cresce, cresce e cresce.

Eu AMO a natureza, tenho uma fé grandiosa e acredito nas pessoas. Acredito em você! E adoro suas palavras. Elas me enchem de boas energiar e me trás mais alegria.


MEU BEIJO, minha querida!

Anônimo disse...

Line, que bom que vc consegue sentir no seu dia-a-dia essa conecção com o Divino.
Siga com atenção pra não perder a ligação!! (rimou) hehehehe
Luana

glória disse...

um fio invisível nos interliga a tantos outros que pulsam amor, compaixào e poesia. mesmo que os fios, aparentemente, se rompam, mesmo que o além-mundo traga seus lampejos de incerteza. Você, belamente, "ergue os olhos e vê". bjs

Anônimo disse...

'você é linda mais que demais'. caio =*