Páginas

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Sentimentos Amelísticos:

Quem dera soubesse eu escrever o que sinto intimamente. Chega um momento em que o que se sente não pode ser exposto para um outro. É tão íntimo o sentimento, a sensação, a cor que faltam palavras.

Vejo as pessoas andando pelas ruas e avenidas e fico imaginando, qual é a pergunta e a resposta que esperam saber fazer ou dar ou ouvir. Saber transformar em palavras... Que segredos guardam em seus corações. Segredos nunca compartilhados, somente pelo simples fato de não possuir palavra no mundo inteiro que possa dar-lhes forma.

É aí que sinto o quanto somos sozinhos em algum lugar, nem sempre sombrio, de nós mesmos. E perco às vezes que sonhei comigo mesma, lentamente e silenciosamente, sem compartilhar com mais ninguém no mundo.

Pra não perder a piada penso: Isso sim é exclusividade!

Um comentário:

Teu Guri. disse...

Como vc é linda!!!
Beijo em tu...

Teu Guri=].